Resenha: A Última carta de amor – Jojo Moyes


Autor: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Total de Páginas:373
ISBN:9788580571738

Sinopse: Londres, 1960. Ao acordar em um hospital após um acidente de carro, Jennifer Stirling não consegue se lembrar de nada. Novamente em casa, com o marido, ela tenta sem sucesso recuperar a memória de sua antiga vida. Por mais que todos à sua volta pareçam atenciosos e amáveis, Jennifer sente que alguma coisa está faltando. É então que ela descobre uma série de cartas de amor escondidas, endereçadas a ela e assinadas apenas por “B”, e percebe que não só estava vivendo um romance fora do casamento como também parecia disposta a arriscar tudo para ficar com seu amante. Quatro décadas depois, a jornalista Ellie Haworth encontra uma dessas cartas endereçadas a Jennifer durante uma pesquisa nos arquivos do jornal em que trabalha. Obcecada pela ideia de reunir os protagonistas desse amor proibido — em parte por estar ela mesma envolvida com um homem casado —, Ellie começa a procurar por “B”, e nem desconfia que, ao fazer isso, talvez encontre uma solução para os problemas de seu próprio relacionamento. Com personagens realísticos complexos e uma trama bem-elaborada, A última carta de amor entrelaça as histórias de paixão, adultério e perda de Ellie e Jennifer. Um livro comovente e irremediavelmente romântico.
Bem, o livro conta história de duas mulheres em tempos totalmente diferentes.
Ellie Haworth é jornalista. Quando estava em busca de materiais antigos para um artigo no jornal se depara com uma carta de amor escrita em 1960!
 Essa carta que Ellie achou é direcionada a Jennifer Stirling, uma mulher rica e muito elegante que sofreu um acidente de carro e não se lembra de sua vida, nem mesmo que era casada com um homem rico e poderoso chamado Laurence.
Um dia em sua casa procurando pistas de seu passado, Jennifer encontra uma carta de amor direcionada a ela assinada por “B”. A partir dai conhecemos seu passado conforme ela vai se lembrando, e vemos que tudo que ela está vivendo não passa de uma mentira.
Entre a troca dos capítulos vemos a Historia de Ellie que está num relacionamento com um homem casado. Através das cartas que ela lê, ela vai sentindo a necessidade de ter um amor assim, só seu.
A vida dessas duas mulheres se une ao final do livro. Ellie passa a ajudar Jennifer reencontrar seu grande amor! E Jennifer através de suas cartas une um casal.
 
Esse livro é em terceira pessoa, e isso me confundiu no inicio do livro visto que ele muda o tempo da historia rapidamente. Honestamente posso dizer que a historia de jennifer me prendeu mais.
Mas o livro é extremamente romântico e doce! quando você se acostuma com a troca de tempos e narrador, a historia te prende e flui naturalmente!
Eu super indico esse livro para as românticas de plantão, e como sempre nossa Escritora Jojo merece os parabéns por essa brilhante e comovente história.