Eleanor & Park

Oi seus lindos!
Estou aqui novamente pra falar sobre um livro MEGA fofo e um dos favoritos de 2014.
Vamos lá?

resenha eleanor e parkEditora: Novo século

Ano: 2014

Páginas: 325

Edição: 1º edição

ISBN:9788542801255

Sinopse:Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo.

Eleanor é uma garota nova na cidade, e logo que a conhecemos ela já é tachada de estranha pelo seu modo de se vestir,por ter seu cabelo encaracolado e ruivo, por ser gordinha e desengonçada. Park a vê pela primeira fez no ônibus da escola e fica com medo que ela se sente ao seu lado no ônibus, visto que o lugar estava vazio. Quando viu o quão perdida e temerosa ela estava ele falou para que ela se sentasse ao seu lado. Aí meus amigos, começa o romance mais fofo de 2014.
 Para Eleanor park era um menino esquisito,Coreano, magro e de cabelos escorridos. Definitivamente não era o tipo de Eleanor.
Conforme os dias iam passando, Eles não trocaram uma palavra! Iam e voltavam da escola em silencio, até que park começou a notar que Eleanor lia junto com ele os gibis que ele estava lendo. No começo Park achou esquisito mas com o tempo ele até dava tempo para se certificar que ela tinha lido tudo antes de virar a página.
Com o tempo eles criam coragem e começam a conversar. veem que eles tem interesses em comum, como música, e até mesmo gibis. Para minha triste noticia eles não gostam do Batman. Mas tudo bem rs
– Você não pode odiar o Ciclope. Ele é o líder da equipe.
– Muito chato. Pior que o Batman.
– Por quê? Você odeia o Batman?
– Nossa.Muito chato. Não consegui me forçar a ler.Sempre que você traz um do Batman, me pego ouvindo o Steve falar, ou olhando pela janela querendo estar na Terra do Nunca. O ônibus parou.
[…]
– Vou trazer O Cavaleiro das Trevas para você – ele disse.
– Que é isso?
– Basicamente a história menos chata do Batman.
página 62
Eleanor vem de uma família com muitos irmãos e pais separados. Sua mãe é descrita por Eleanor como uma pessoa Linda! Infelizmente ela se casou novante com Richie que bate nela e ela continua submissa á ele o que é bem triste.Acredito que faça isso por medo de ficar sem moraradia ou como sustentar os filhos. Eleanor fora o medo e o ódio que sente pelo padrasto, também sente vergonha pela situação precária que ele faz eles viverem por isso ela foge de ter amigos e não compartilha nada a respeito disso com ninguém.
A medida que o livro segue, Eleanor e Park se veem envolvidos por um sentimento tão forte, real e inesperado que Eleanor põe sua relação instável com o padrasto para ficar junto de park a qualquer custo.
– Eu acho que vivo por você – Ela fechou os olhos e meteu o rosto no travisseiro. – Acho que nem respiro quando não estamos juntos – ela sussurrou.
Página 114
O cuidado que eles tem um pelo outro, a Descrição que a autora faz das coisas quando estão juntos como o cheiro de Eleanor que é de baunilha, o quão aflito park fica quando não vê Eleanor no ônibus é o que faz esse romance especial. É um amor puro, sem maldades. Tudo que queremos ler e também ter em nossas vidas.
Quando viu Eleanor vindo até ele na segunda de manhã, Park quis correr até ela e tomá-la nos braços. Como um daqueles caras das novelas a que a mãe dele assistia. Ele apoiou as mãos nas alças da mochila para se conter…
Foi meio que maravilhoso.
página 171

Esse amor puro e fofo fez Eleanor & Park estar entre as 5 melhores leituras desse ano.

Estou muito ansiosa para ler os próximos livros da autora.
Quanto a qualidade do livro: As paginas são amareladas, letras muito confortáveis de se ler e a capa é de tirar o folego.
Ah e o mais legal!
Eleanor & park vai virar filme! \o/
E melhor ainda vai ser a linda da Rainbow que vai escrever o roteiro. Então acredito e espero que o filme seja tão bom quanto.
ps: Eu sempre leio escutando musica. o que vocês acham de eu colocar a música que eu escutei aqui na resenha?
Recomendo demais a leitura!
Beijo Grande!

Conto: A Rainha , Kiera Cass – 1ºCapitulo

Oieem minha gente linda e maravilhosa! Resolvi começar esse mes lindo de dezembro que tem top comentarísta,  trazendo mais um conto da tia Kiera! Quem acompanha a editora Seguinte sabe que amanhã o conto completo será disponibilizado em ebook. Mas enquanto nos ficamos esperando o amado livro físico, resolvi traduzir os 3 capítulos que foram disponibilizados no site da Kiera Cass. Entãão vamos lá?

post

A Rainha, 1º Capitulo

Duas semanas, e esta foi a minha quarta dor de cabeça. Como eu iria explicar algo assim para o príncipe? Se não fosse bom o bastante por pouco sairia como uma Dois.  se minhas criadas não tivessem corrigido minhas mãos encharcadas, Em algum momento eu teria que contar a ele sobre as Dores da doença que surgiram sem aviso. Bem, como se ele já tivesse me notado.

Rainha Abby sentou na extremidade oposta da Sala das mulheres, quase como se ela foi propositadamente para se separar das meninas. Como o frio leve que parecia rolar por seus ombros, eu tenho a sensação de que não fomos exatamente bem-vindos, tanto quanto lhe dizia respeito.

Ela estendeu a mão para uma empregada, que por sua vez lixava suas unhas com perfeição. Mas, mesmo sendo mimada, a rainha parecia irritada. Eu não entendi, mas eu tentei não julgar. Talvez um canto do meu coração ficaria endurecido também se eu tivesse perdido um marido tão jovem. Foi uma sorte que Porter Schraeve, primo de seu falecido marido, a tomou como sua esposa, permitindo-lhe manter a coroa.

Eu examinei a Sala, olhando para as outras meninas. Gillian era uma quatro como eu, mas uma adequada. Seus pais eram ambos os chefs, e, com base em suas descrições de nossas refeições, eu sentia que ela tomaria o mesmo caminho. Leigh e Madison estavam estudando para serem veterinárias e visitavam os estábulos as vezes que elas eram autorizadas.

Eu sabia que Nova foi uma atriz e tinha uma multidão de fãs dispostos a ter ela como rainha. Uma era uma ginasta, e sua pequena estrutura era graciosa, mesmo em silêncio. Vários dos Dois aqui ainda não tinham escolhido uma profissão ainda. Imaginei se tivesse alguém pagando minhas contas, me alimentando, e mantendo um teto sobre minha cabeça, eu não me preocuparia com isso também.

Esfreguei minha têmpora doendo e senti a pele rachada e calos raspando na minha testa. Eu parei e olhei para as minhas mãos maltratadas.

Ele nunca iria me querer.

Fechando os olhos, imaginei a primeira vez que eu conheci o príncipe Clarkson. Eu ainda me lembro da sensação de sua mão forte apertando a minha. Graças a Deus minhas criadas tinham encontrado luvas de renda para eu usar, ou eu poderia ter sido enviado para casa na hora. Ele foi sereno, educado e inteligente. Todas as coisas que um príncipe deveria ser.

Eu tinha percebido ao longo das últimas duas semanas que ele não sorria muito. Parecia que ele estava com medo de ser julgado por encontrar humor em coisas. Mas, meu Deus, como seus olhos brilharam quando ele fez. O cabelo Loiro escuro, olhos azuis desbotados, a maneira como ele se portava com tal força. . . ele era perfeito.

Infelizmente, eu não era. Mas tinha que haver uma maneira de o Príncipe Clarkson me notar.

Cara Adele

Eu segurei a caneta no ar por um minuto, sabendo que isso era inútil. Imóvel.

Estou me adaptando muito bem no palácio. É Bonito. É maior e melhor do que bonito, mas eu não sei se eu tenho as palavras certas para descrever. É Acolhedor de uma forma diferente do que em casa, mas eu não sei como te explicar. Não seria maravilhoso se você pudesse vir ver e sentir e cheirar tudo para si mesmo? E, sim, há muita coisa para sentir o cheiro.

No que diz respeito à como vai a concorrência real, eu não passei um único segundo a sós com o príncipe.

Minha cabeça latejava. Fechei os olhos, respirando lentamente. Eu pedi a mim mesma para me concentrar.

Eu tenho certeza que você já viu na TV que o príncipe Clarkson tem enviado para casa oito meninas, todas Quatro e Cinco e uma Seis. Sobraram duas Quatro, e um punhado de Três. Eu me pergunto se ele espera escolher um Dois. Eu acho que faria sentido, mas é doloroso para mim pensar nisso.

Você poderia me fazer um favor? Você pode perguntar para a mamãe e papai se há talvez um primo ou alguém na família que está nas castas superiores? Eu deveria ter perguntado antes de eu vir para cá. Eu acho que uma informação como essa seria realmente útil.

Eu estava com aquela sensação enjoada que às vezes vinha com as dores de cabeça.

Eu tenho que correr. Muita coisa acontecendo. Vou mandar outra carta em breve.

Te amo para sempre,

Amberly

Me senti fraca. Dobrei minha carta e a selei no envelope já endereçado. Esfreguei os olhos de novo, esperando que me sentisse um pouco aliviada, mas nada aconteceu.

“Está tudo bem, Amberly?”, Perguntou Danica.

“Oh, sim,” eu menti. “Provavelmente apenas cansada ou algo assim. Eu vou dar uma Caminhada. Tentar colocar o meu sangue em movimento e tudo mais. “

Sorri para Danica e Madeline e saiu da sala das mulheres, indo em direção do banheiro. Um pouco de água fria no meu rosto iria estragar minha maquiagem, mas pode ajudar a me sentir melhor. Antes que eu pudesse chegar lá, a sensação de tontura tomou conta de mim novamente. Sentei em um desses pequenos sofás que corriam ao longo dos corredores, e coloquei minha cabeça contra a parede, tentando me acalmar.

Isso não fazia sentido. Todo mundo sabia que o ar e água em partes do sul de Illéa eram ruins. Mesmo os Dois às vezes tinha problemas de saúde. Mas como pode o ar limpo, boa comida, e atendimento impecável do palácio estar ajudando isso?

Eu ia perder todas as oportunidades para fazer uma boa impressão para o  Príncipe Clarkson se isso continuasse . E se eu impedi-lo de ir para o jogo croquet esta tarde? Eu podia sentir meus sonhos escorregar por entre meus dedos. Eu poderia muito bem abraçar derrota agora. Seria doer menos depois.

“O que você está fazendo?”

Eu me afastei da parede para ver o príncipe Clarkson olhando para mim.

“Nada, Alteza.”

“Você está doente?”

“Não, claro que não”, eu insisti, empurrando-me para os meus pés. Mas isso foi um erro. Minhas pernas fraquejaram, e eu caí no chão.

“Senhorita?”, Ele perguntou, vindo para o meu lado.

“Sinto muito”, eu sussurrei. “Isso é humilhante.”

Ele estava me carregando em seus braços. “Feche os olhos se você estiver tonta . Nós estamos indo para a ala hospitalar. “

Que história engraçada isso seria para os meus filhos: o rei, uma vez me carregou em todo o palácio, como se eu pesasse nada. Eu gostei, de ficar em seus braços. Eu sempre me perguntei o que eu me sentiria.

“Oh, meu Deus”, alguém gritou. Eu abri meus olhos para ver uma enfermeira.

“Eu acho que ela está fraca ou algo assim”, disse Clarkson. “Ela não parece machucada.”

“Coloque ela aqui, por favor, Alteza.”

Príncipe Clarkson me colocou em uma das camas que tinham na enfermaria, deslizando cuidadosamente os braços ao meu redor. Eu esperava que ele pudesse ver a gratidão em meus olhos.

Achei que ele iria sair imediatamente, mas ele estava junto quando a enfermeira verificou meu pulso. “Você já comeu hoje, querida? Bebeu bastante líquidos? “

“Acabamos de terminar o café da manhã”, ele respondeu por mim.

“Você se sente doente ?”

“Não. Bem, sim. O que quero dizer é que isso não é nada . “Eu achava que se eu fizesse isso parecer irrelevante, eu ainda podia fazer ele ir para o jogo croquet mais tarde.

Ela fez uma cara um tanto severa e doce. “Eu discordo, você teve que ser carregada até aqui”

“Isso acontece o tempo todo,” eu soltei em frustração.

“Como assim ?”, A enfermeira pressionado.

Eu não tinha a intenção de confessar isso. Eu suspirei, tentando pensar em como explicar. Agora o príncipe iria ver como a minha vida em Honduragua tinha me prejudicado.

“Tenho muitas dores de cabeça. E às vezes elas me deixam tonta. “Eu engoli, preocupada com o que o príncipe iria pensar. “Em casa eu ia para a cama horas antes de os meus irmãos, e isso me ajudava a descansar o dia trabalhado. Tem sido mais difícil para descansar aqui. “

“Hmm Mmm. Sente qualquer coisa além das dores de cabeça e cansaço? “

“Não, senhora.”

Clarkson deslocou ao meu lado. Eu esperava que ele não pudesse ouvir meu coração batendo.

“Há quanto tempo você tem este problema?”

Eu dei de ombros. “Há alguns anos, talvez mais. Isso é meio que normal agora. “

A enfermeira parecia preocupada. “Existe em sua família mais alguém assim?”

Fiz uma pausa antes de responder. “Não exatamente. Minha irmã tem hemorragias nasais, às vezes. “

“Você só tem pessoas doentes na família?”, Perguntou Clarkson, uma pitada de desgosto em sua voz.

“Não”, eu respondi a ambos querendo me defender e com vergonha de explicar. “Eu moro em Honduragua.”

Ele ergueu as sobrancelhas em entendimento. “Ah.”

Não era nenhum segredo o quão poluído o sul era. O ar era ruim. A água era ruim. Havia tantas crianças deformadas, mulheres estéreis, jovens e mortes. Quando os rebeldes vieram, eles deixam um rastro de pichações atrás, exigindo saber por que o palácio não tinha concertado isso. Foi um milagre toda a minha família não estar tão doente quanto eu estava. Ou isso não era o pior.

Eu respirei profundamente. O que eu estava fazendo aqui? Eu passei as semanas que antecederam a Seleção construindo este conto de fadas na minha cabeça. Mas desejar ou sonhar ia me fazer digna de um homem, como Clarkson.

Me afastei, não queria que ele me visse chorar. “Você pode sair, por favor?”

Houve alguns segundos de silêncio, então eu escutei seus passos enquanto ele se afastava. No instante em que desapareceu, eu desmoronei.

“Calma, querida, está tudo bem”, disse a enfermeira, me confortando. Eu estava tão desolada, eu a abracei tão firmemente como eu faria com a minha mãe ou irmãos. “É muito estressante passar por uma competição como esta, e o príncipe Clarkson entende isso. Eu vou falar o médico para ele te prescrever algo para suas dores de cabeça, e isso vai ajudar. “

“Eu estive apaixonada por ele desde que eu tinha sete anos de idade. Eu sussurrei uma canção feliz aniversário para ele todos os anos no meu travesseiro para que a minha irmã não rir da minha cara. Quando eu comecei a aprender a escrever, pratiquei escrevendo nossos nomes juntos. . . e a primeira vez que ele realmente fala comigo, ele pergunta se eu estou doente. “Fiz uma pausa, deixando escapar um grito. “Eu não sou boa o suficiente.”

A enfermeira não tentou argumentar comigo. Ela apenas me deixa chorar, borrando minha maquiagem em todo o seu uniforme.

Eu estava tão envergonhada. Clarkson nunca iria me ver de qualquer outra maneira, mas iria ver a menina cheia de problemas que ele mandou embora. Eu tinha certeza que minha chance de ganhar seu coração tinha passado. De que uso ele poderia ser para mim agora?

Espero que tenham gostado da tradução! Qualquer erro me perdoem!
E ai, o que vocês acharam desse primeiro capitulo?
Aguardo a resposta de vocês!
Beijo grande!

Resenha: O segredo do meu marido

IMG_3149

o-segredo-do-meu-marido-amora-literariaEditora: Entrínseca

Ano: 2013

Páginas: 366

Edição: 1º edição

ISBN:978-85-8057-479-1

Sinopse:Ela virou o envelope. Estava lacrado com um pedaço de fita adesiva amarelada. Quando a carta tinha sido escrita? Parecia velha, como se tivesse sido anos antes, mas não havia como saber ao certo. Imagine que seu marido tenha lhe escrito uma carta que deve ser aberta apenas quando ele morrer. Imagine também que essa carta revela seu pior e mais profundo segredo – algo com o potencial de destruir não apenas a vida que vocês construíram juntos, mas também a de outras pessoas. Imagine, então, que você encontra essa carta enquanto seu marido ainda está bem vivo…
Cecilia Fitzpatrick tem tudo. É bem-sucedida no trabalho, um pilar da pequena comunidade em que vive, uma esposa e mãe dedicada. Sua vida é tão organizada e imaculada quanto sua casa. Mas uma carta vai mudar tudo, e não apenas para ela: Rachel e Tess mal conhecem Cecilia – ou uma à outra -, mas também estão prestes a sentir as repercussões do segredo do marido dela. Um romance emocionante, O Segredo do Meu Marido é um livro que nos convida a refletir até onde conhecemos nossos companheiros – e, em última instância, a nós mesmos.

Já ficou meio que banal ouvir eu dizendo MEU DEUS QUE LIVRO BOOOOM! mas dessa vez eu digo isso apertando o livro no meu peito, rolando na cama e gritando! Gente! LEIAM ESSE LIVRO!
Ok, Passado o momento loucura, vamos entender o porque ele é um dos melhores do ano.
 O livro conta a historia de 3 mulheres: Cecília Fitzpatrick,Tess e Rachel.
Cecilia é uma esposa exemplar, mãe de 3 filhas lindas e tem um esposo perfeito: bom provisor, ama/faz tudo pelas filhas e ama sua esposa. Um dia em sua mania de organização ela encontra uma carta que seu marido escreveu a ela, que diz que só deveria ser lida em ocasião de sua morte. Mas o que essa carta misteriosa fala?
Essa carta pode mudar a sua vida?
Tess é esposa de will e eles mais sua prima chamada felicity tem uma empresa juntos. Um dia felicity e Will resolveram contar a tess que estavam apaixonados. Juntando o tornozelo quebrado de sua mãe e fugir dessa situação terrível, tess e seu filho Liam se mudam para a cidade da sua mãe para tentarem viver uma nova vida, e várias coisas acontecem.
Rachel é uma senhora viúva que vive com o as lembranças de sua filha que fora assassinada em um parque perto de casa a alguns anos atrás. Agora ela tem de lidar também com a mudança de seu filho, nora e neto para nova York deixando ela sozinha. perguntas como o porque que a vida de sua filha foi tirada e quem fez isso a assombram todos os dias.
Nenhum de nós conhece todos os possíveis cursos que nossas vidas poderiam ter tomado. E provavelmente é melhor assim. Alguns segredos devem ficar guardados para sempre. Pergunte a Pandora.
É maravilhoso como as 3 historias se enlaçam e como ficamos aflitos e ansiosos com o desenrolar da historia.toda ela é descrita em terceira pessoa e narrada pelas perspectivas personagens principais.
IMG_3154
Quando comecei a ler esse livro achei meio monótono,até achei que não iria gostar,mas depois que acabei tenho que reconhecer! Ana, Gabi obrigada pela indicação! Um dos melhores livros que li esse ano!
Eu realmente pude sentir tudo o que passava pela mente dessas mulheres e não susseguei até ver o desenrolar da historia ( que por sinal é incrivel) li em dois dias e ele está sim no meu top livros favoritos de 2014.
A capa é maravilhosa, as margens confortaveis, a fonte das letras ótima também e as paginas amareladas.
Super recomendo a leitura! é um livro que todo mundo precisa ter na estante!
Beijo grande!

 

Resenha: Par perfeito – Eleanor Prescott

 Editora: Vadownloadlentina

Ano: 2014

Páginas: 351

Edição: 1º edição

ISBN:978-85-65859-28-8

Sinopse:Não está sendo fácil encontrar o homem dos seus sonhos? Pois bem, então pare de sair por aí batendo cabeça, entrando em roubadas homéricas e espatifando a cara a cada encontro. Está mais do que na hora de você procurar uma profissional na curiosa arte de encontrar o par perfeito. Alice Brown, até que provem o contrário, tem o melhor emprego do mundo. Ela é o que antigamente se chamava de casamenteira, uma profissional especializada em encontrar a tão sonhada “outra metade da laranja”, o amor da sua vida, o fogo e a paixão. Alice passa os dias ajudando mulheres a se apaixonar loucamente. Suas clientes, e… ELA TAMBÉM, é claro, estão ansiosas para conhecer um príncipe encantado. O problema é que é muito mais fácil encontrá-los para as clientes. E, por falar nelas, a última que apareceu, Kate, está a exatos 569 dias de fazer 35 anos e há exatos 5 anos atrasada nessa missão de vida. A dificuldade é que seu, digamos, padrão, está fora dos padrões. Desesperada, isso mesmo, desesperada para encontrar aquele gato, lindo, perfeito, romântico, carinhoso, bom de cama, atencioso, gostosão, charmoso, UFFFFFFA, ela sabe que sua última esperança recai sobre Alice. Enquanto isso, a própria Alice está tendo probleminhas para lidar com seu chefe, e problemaços para parar de se apaixonar pelo homem alheio. E se nada der certo? E se ela falhar com Kate? E se, ela mesma, estiver precisando de uma ajudinha profissional?

Vou começar essa resenha que eu não esperava que fosse gostar desse livro. Eu sei que eu sou a loka dos romances, mas primeiras paginas que li, achei que não ia gostar, mas calma, EU GOSTEI SIM rsrs
O livro é um chicklist super fofo e fala a respeito de uma agencia de relacionamentos (tipo eharmony) chamada mesa pra dois. O livro tem varias personagens que recebem o foco Kate, Lou, Audrey e Alice.
Kate e Lou são amigas. Kate está desesperada em casar com o homem perfeito e assim contrata os serviços do “mesa pra dois”, e Lou é alguém que não acredita no amor e só quer “passar o rodo” ( pegar todos os caras).
Audrey é dona do mesa pra dois e leva alguns segredinhos em sua vida que podem estragar sua reputação como casamenteira. e Alice ( a personagem do ♥) é Funcionária do mesa pra dois e ama juntar casais. Alice é totalmente despojada, usa sueter maiores que ela, não usa maquiagem e muito menos salto. Audrey julga ela por ela não valorizar sua imagem.
Quando Alice formava pares, era como se conduzisse seus clientes a um filme de cores vivas aonde tudo era melhor, mais interessante e mais romântico que na vida real. Todo mundo tinha cabelos sedosos e roupas favorecedoras. Era um mundo próprio para que as pessoas se apaixonassem.
– página 94 , parágrafo 2.
Antes de entender todos essas personagens e ver como elas estão interligadas na historia, confesso que fiquei um pouco desinteressada pela historia, mas depois que fluiu, não conseguia parar de ler.
A narrativa é em terceira pessoa e ela se divide passando por todas as personagens em cada troca de capitulo.
 O livro tem um cuidado, um capricho tão grande que quando eu abri fiquei horas babando nos passarinhos e nas bicicletas que aparecem em cada troca de capitulo. As margens também estão boas, as páginas amareladas e a fonte num tamanho bom.
Super recomendo a leitura!
IMG_3128
IMG_3131
IMG_3135
*Recebi e li esse livro de uma maneira especial! Foi enviado pela editora valentina, junto com o CONVITE para realizarmos um evento dia 30/11 na livraria cultura aqui de Curitiba! Lá vou falar um pouco mais a respeito desse livro, e melhor! Vou SORTEAR um livro desse lá! não vai perder né?
 Vem tirar uma fotinho comigo,receber alguns brindes e conversarmos sobre o que mais gostamos que é esse mundo literário!
Beijo Grande!

Resenha: O histórico infame de Frankie Landau-Banks

IMG_3113

Oi seus lindos maravilhosos!

Quanto tempo não apareço aqui! Estou trabalhando para que esse tipo de coisa não aconteça mais e para compensar muitas surpresas acontecerão.

Pra começar trago a resenha de um livro que eu “namorava” nas livrarias da vida a algum tempo! Quando vi ele lá na bienal não pensei duas vezes e comprei essa coisa linda pra mim!

55033_gg

 Editora: Seguinte

Ano: 2008

Páginas: 339

Edição: 1º edição

ISBN:978-85-65765-20-6

Sinopse:Aos catorze anos, Frankie Landau-Banks era uma garota comum, um pouco nerd, que frequentava a Alabaster, uma escola tradicional e altamente competitiva. Mas tudo muda durante as férias. Na volta às aulas para o segundo ano, o corpo de Frankie havia se desenvolvido, e ela havia adquirido muito mais atitude. Logo ela chama a atenção de Matthew Livingston, o cara mais popular do colégio, que se torna seu novo namorado e a apresenta ao seu círculo de amigos do último ano. Então Frankie descobre que Matthew faz parte de uma lendária sociedade secreta – a Leal Ordem dos Bassês -, que organiza traquinagens pela escola e não permite que garotas se juntem ao grupo. Mas Frankie não aceitará um “não” como resposta. Esperta, inteligente e calculista, ela dará um jeito de manipular a Leal Ordem e levantará questionamentos sobre gênero e poder, indivíduos e instituições. E ainda tentará descobrir se é possível se apaixonar sem perder a si mesma.

 

Bem, o livro tem como foco principal Frankie,uma menina que está indo para o segundo ano do ensino médio.O livro começa explicando mais a respeito da vida de Frankie e a respeito do relacionamento achegado que ela tem com sua irmã Zoe. As duas estudaram no mesmo colégio ( um dos mais importantes do país)durante um ano,Frankie em seu primeiro ano e sua irmã cursando o ultimo ano. Nesse primeiro ano, frankie faz amigos, tem o seu primeiro namorado e acaba sendo traída.

No segundo ano em que volta ao colégio, ela volta mais madura, tanto mentalmente tanto corporalmente, atraindo olhares de algumas pessoas que a ignoraram durante o ano passado.

IMG_3103

Bassê fofura que separa os capítulos

Essas mudanças trazem consigo um namorado que carrega consigo um segredo. Ele é membro da  Leal ordem dos Bassês, um clube secreto de homens que existe a anos no colégio. Frankie e sua curiosidade começam a investigar mais a respeito da sociedade secreta e começa a se infiltrar no meio deles de maneiras inacreditáveis.

Ela fica tão obcecada pela sociedade secreta que começa a perder o controle em todas as suas investidas contra/a favor do clube que acaba se enfiando em problemas que podem custar sua permanência e de outras pessoas no colégio.

O livro se passa todo em terceira pessoa o que nos faz ficar as vezes aflitos com algumas decisões tomadas por ela. Eu adorei a forma como me senti “dentro” da cabeça de frankie  acompanhando passo a passo esse ano no colégio.

Eu realmente indico a leitura que me prendeu do inicio ao fim.

Beijo grande!!